Castelos

O frio é uma melodia afiada
Você,
em sua distante cidade de sol,
dança como lembranças de sonhos

A vida segue
sem mapa
na névoa do amanhecer

Lembro-me de tudo que não posso ter

Sua ausência goteja lentamente
aos poucos inundando minha vida

Sou apenas dúvidas
Sou todos os caminhos errados

Vou acordar para as pequenas coisas
Os grandes anseios são castelos de palavras

O frio lembra-me da ausência de seu calor

Advertisements

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s